Postado quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Senac Moda Informação Verão 2015 - Tendências (parte1)

Oi gente!

Vocês não sabem o quanto eu estou feliz em fazer esse post! Estava super ansiosa para ir ao Senac Moda Informação Verão 2015 e essa semana finalmente aconteceu o evento no Teatro Bradesco do Shopping Bourbon, em São Paulo. Amei cada minuto. Recebi sacola de tecido com livreto de informações sobre as tendências, lápis e caderno de croquis.Não tenho como explicar em um post todas as tendências mostradas porque são muitas fotos. Vou selecioná-las e fazer alguns posts sobre o evento.

Mas antes, rapidinho, vou mostrar o look que usei para ir à Sampa, super confortável. Calça jeans antiguinha flare (que alonga e é ótima para todo tipo de corpo), camiseta rocker e kimono por causa do ar condicionado do avião..






A programação contoucom palestras de:

1- Guilhermo Santiago - A arte do (in)possível: uma experiência coletiva. Tenho que pontuar a maravilha dessa pessoa, adorei a experiência que ele nos proporcionou e suas palavras me tocaram bastante. 
2-Luciana Parisi - Cores, Tecidos e Padronagens (Bloco feminino)
3-Raquel Sebe Muller - Contemporâneo (Bloco feminino)
4- Beth Salles - Acessórios: materiais, formas e cores (Bloco feminino)
5-Itaguaçu Ferreira - Jeanswear (Bloco feminino)
6-Maurício Lobo - Contemporâneo (Bloco Masculino)
7-Alessandra Goya  - Jovem (Bloco Masculino)
8-Roberta Paes (Bloco infantil)

O espaço do evento contou com a exposição de manequins vestidos com as tendências do verão 2015.

A primeira palestra de Luciana Parisi, abordou Tecidos, cores e padronagens.

Segundo Parisi, a estação protagonista é a dos tecidos. Após muito mix and match, hoje está tudo mais claro, definido. Há uma retomada da economia global, do mercado de luxo, da vontade de expressar verdade e feminilidade através dos tecidos.

Chiffons customizados, aspecto luxuoso, efeitos de listras horizontais transparentes (ora organza, ora malha), são vistos. Surge a evolução do poliéster, com brilho controlado e toque bom. A viscose é aposta certa. A seda aparece mais encorpada, com tecido mais denso. Volta o crepe georgette, o crepe CDC poliéster, o crepe acetinado, o cetim encorpado (muito vestido saco, top quadrado solto), estrutura armada e toque aveludado. Visual seda lavada, muito jacquard, fibras celulósicas, algodão bordado, de fio muito fino, de alta densidade, tanto que chega a confundir no toque com a seda. A era é do algodão (muito nos top croppeds, v. Isabel Marant), voil de algodão, tricoline, chambray, viscose. As superfícies são trabalhadas em maquineta, estampas de jacquard como base para estamparia, geometria de forma, imagens orgânicas (florais e abstratas), tweeds de algodão (com acento de cor fluor para iluminar o étnico - pegada jovem). Vem também crepe marroquino com efeito de estrias irregulares no tecido, bom caimento e toque fresco com a viscose. Além disso muita javanesa, sistema de aeração dos tecidos, alfaiataria poliéster, jacquard croco, camurças (Chanel pre fall), couro, muitos rendados (Burberry), mas não são rendas florais, rococó, são rendas geométricas. Muito devorê, flamê, jersei, malha piquê, malha encorpada.


STREET SPORT

"Uma pegada esportiva com forte influência dos anos 1990 se espalha como tendência importante para a moda do verão 2015. Neste tema, a tecnologia têxtil é uma das estrelas principais, transformando em realidade a praticidade adequada para matérias-primas que têm a função de atender as novas necessidades da vida urbana, cada vez mais veloz e prática. Detalhes funcionais e formar e formas simples derivadas de várias modalidades esportivas são amplamente usadas como fonte de inspiração para novas propostas estéticas. O mundo agitado das ruas das grandes cidades, com estilo metropolitano marcante, urbano e baladeiro, e a profusão de brilhos metalizados que remete ao futurismo sci-fi, lembrando a ambiência do filme Blade Runner, são transformados em palco para a manifestação da cultura street, revelando a influência da arte do grafite e da estética caótica das pichações. Tecidos metalizados coloridos ou ornamentos com muito brilho dão o toque futurista." (fonte:equipe senac moda informação)




Muito blusão, jaquetas bomber, algodão paper touch, tricoline, sarja, tecido armado (mas leve), tweed de verão com muito neon e brilho, vinil, plastificados, lamê, paetê, malha furadinha, metálica, tela esportiva (efeito 3D), poá, estampa geométrica diminuída, combinação de neon + off white + preto (muito urbano), brilho + bloco de cor, floral + números street, estampa artsy, cubiscmo, surrealismo ("verão culto"), transparência, cor pastel + preto, tons de lima, rosa, azul, muuuuuito laranja (novo preto) e muuuuito branco, tules, telas, frases de impacto, a volta do logotipo...ufa!! 

É o resgate do luxo e da ostentação.

O Street Sport alia tecnologia  e modernidade a conforto. Vestido justo com pegada surfista, cores constrastantes, T - shirt dresses, vestidos com tênis, muita parka, top cropped com manguinha no ombro, camisetas largas com números, camisetas de times de futebol, calça jogging, shorts boxer, bermuda rente ao joelho. Ésse é o shape.






















O próximo post será com mais fotos do Street Sport de acordo com Raquel Sebe Muller, ok??? Não perca! haha

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...