Postado quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Minhas tattoos

Demorei anos até tomar coragem para fazer minha primeira tattoo, mas depois dela, a vontade de ter mais só cresceu. Hoje tenho mais uns rabiscos no corpo E QUERO MAIS.

A primeira tattoo que fiz foi a do cabide , na nuca. Representa a minha ligação com a moda. Para a minha primeira, queria algo delicado, que eu não visse sempre (por medo de enjoar) e pequena, pois tinha medo da dor e, sendo mínima, a dor seria menor e mais rápida. Fiz com o marido da minha prima, na casa dele, na França, no conforto de estar em família e, mesmo assim, fiquei tão nervosa que minha pressão caiu. O importante é que consegui e fiquei super feliz com o resultado!

O problema é que senti falta daquela dorzinha que mais parece uma unha quebrada passando na sua pele rs 

Em janeiro desse ano, fui ao Tattoo Week e acabei fazendo duas: a palavra na lateral do pulso direto e um triângulo na parte de baixo da panturrilha esquerda. O triângulo significa santíssima trintade, ligação do presente, passado e futuro, bem como proteção.

Depois disso tatuei MERMAID no pulso esquerdo e uma conchinha, pois amo tudo o que tem a ver com mar, sereismo e afins.

Finalmente, tatuei uma frase na lateral direita da minha costela. Queria há tempo, mas tanta gente me amedrontava dizendo que na costela a dor era horrível que eu ficava resistente. Nesse dia tomei coragem e fiz. A frase "KIND OF DANGER" integra uma parte da música Delilah, da minha fada linda, Florence + The Machine.

Fora a tattoo que fiz de cabide, a primeira, o resto fiz com o Vinícius no Hipertensão, ali no prédio do Vianense, aqui em Nova Iguaçu, RJ.



Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...